quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Eu sinceramente não me importo mais. Duvido de tudo. Quero mais é que se foda. Não quero impressionar mais ninguém. Que exploda a imagem de boa moça. Quero agora ser devassa, não é assim que me vê? Vá pra putaquepariu. Hoje eu vou dormir bêbada. Quero nem saber. Você acabou com tudo que tínhamos ou poderíamos ter. Com qualquer rastro de preocupação que poderia ter de mim. Quero apenas me divertir. Espantar para longe tudo aquilo que você me fez. Nunca pensei que poderia odiar alguém antes. Principalmente você. Vá a merda, não quero mais saber. Vou me afundar em tudo aquilo que não faz bem. Mostrar o quanto posso ser ruim, para que deseje que volte a ser o que era antes. Para que perceba o quanto me esforçava. O quanto me perdeu. Prefiro dormi assim, sem me importar com nada. Você me tirou tudo de bom que poderia ter em mim. Vou embora. Não quero ver sua cara. Quero que tenha vergonha de mim. Que deseja retirar todas as palavras cruéis que me disse. Sou auto-destruição. Ainda mais. Você potêncializou todas as minhas mazelas. Vá se fuder, que eu só quero esquecer de tudo. Ir embora e nunca mais voltar. Não quero ver seu rosto nunca mais. Quero que morra de remorso. Deseje tudo como antes. Mas nada será como antes. Tudo será diferente.

Um comentário:

Fred disse...

Agressivo, cheio de sentimento, mais claro nas palavras impossível, gostei muito, parabéns! =D