quinta-feira, 3 de abril de 2008

Vitória (minha ruiva preferida)



Adoro minha priminha... Ela é ruiva, e eu adoro ruivos. Os de verdade, de mentira acho feio. Também adoro sardas. Então adorava ter minha priminha ruiva com sardas pra apertar e morder. Porque ela é fofa e eu criei essa mania de morder gente fofa (Culpa da Raquel!).

A Vitória é aquele tipo de pessoa única, sabe? Aquelas pessoas fofas e com caráter, que sabem o que quer e lutam por isso. Ela não leva desaforo pra casa e sabe se virar como ninguém. Sempre a achei muito madura.

Lembro da gente pulando no quarto dela enquanto ouvia musicas que não vou falar aqui pra não sujar minha reputação indie-alternativa-mother-fuck-whatever, pulando em cima da cama dela naquele quarto cor-de-rosa. Era na época que ainda tínhamos os mesmos gostos musicais.

Também recordo da gente sentada na calçada em frente a casa dela, conversando com alguma vizinha ou com um amigo dela que tenha passado por ali. Às vezes também ficávamos sentadas sozinhas, conversando. Sempre tive facilidade em conversar com ela.

Tem uma memória que nunca esqueço, nós duas e a Júlia no quintal lá de casa, nas bicicletas. Havíamos acordado bem cedo pra descer aquela ladeira do meu quintal com as bicicletas, eu estava morrendo de sono, mas aquilo era tão divertido e havíamos planejado ficar ali o máximo de tempo possível. Nunca vou esquecer a carinha da Júlia, morrendo de sono, mas pedindo pra ficar com a gente porque não queria ficar de fora da brincadeira.

Lembra disso Vi? Na época tu e a Ju estavam dormindo lá em casa, porque tua mãe tinha ido viajar, e como não podia levar vocês deixou lá em casa. Ela voltou com uma mala enorme, e tinha 3 anjinhos iguais, e deu uma pra cada uma (eu, tu e a Júlia). Ate hoje ainda tenho o meu. E da ultima vez que fui à tua casa, quando você ainda morava aqui, vi um dos anjinhos no quarto da tia.

Tudo isso foi pra dizer que te adoro prima.
Feliz aniversário.

5 comentários:

Nathália disse...

Primeiramente: Parabéns pra Vitória! \ó/
Muitos anos de vida e tudo de bom e mais aquelas coisas que todo mundo deseja.

Segundamente: Essa coisa de vida igual a filme e como cada filme de cada um começa é uma coisa bem legal de saber. Acho filmes que começam em ônibus uma coisa legal, embora não goste de ônibus. Mas a imagem do ônibus, com cada um pensando na sua vida, isso é bem legal.
Mas ônibus é uma coisa ultra-dark-from-hell, não acha? Não sei aí no Acre, mas aqui no Rio, pelámordideus, prefiro andar loucamente por aí sem rumo. Claro que não atravesso o estado, mas quase.

E daí que eu ia dizer algo e minha mãe chegou falando umas doideras aqui e eu esqueci tudo. Caramba, era uma coisa bem legal de se dizer. Ia ficar com aquele ar de: Uau, essa menina é filósofa!
Mentira, mas ia ser algo legal.

Tá, não importa. Adoro filmes com finais trágicos. Choro no final e fico sentindo uma dorzinha no peito, tipo: Óun, que dó!
Mas eu gosto, é bem legal.

E eu tô tentando lembrar da minha fala brilhante e, puxa vida, sumiu mesmo da minha caixola (?)

Sabe que eu tinha (tenho) ciúmes de você com a Raquel? Nossa, sou uma obsessiva cumpulsiva. Tenho que parar. Você é legal, um cuti-cuti de pessoa, mas eu tenho ciúmes. Mas tipo, nem vou te matar, cara. Cê tá muito longe. E bem, mesmo que estivesse perto, sou muito da paz pra essas coisas. Você é mó legal também. E agora somos melhores amigas, o ciúme
tá passando. Raquel não acredita, mas é bem verdade. :D

Então é isso, beijo!

Raquel disse...

Do jeito que você fala da ruiva Victória até parece que ela morreu! Longe disso. Eu acho que li no seu post alguma coisa sobre cama (deitar, especificamete) e aí eu lembrei que uma vez eu fui na casa de uma amigo que tinha a cama enooooorme ele tinha convidado muita gente pra ir. Então, ele diz “Raquel, deita aí. Vamos olhar pro teto!", aí eu deitei. E aí chegaram mais seis pessoas e deitaram também. Chegou uma garota e disse "oi, gente!", foi deitar e a cama caiu. Hahahahaha. Ai!

Culpa minha nada, eu sou realmente compulsiva por mordidas mas, poxa, nada a ver! Você pegou a mania porque quis e ponto. Humpf!

Um beijo pra ti e pra sua prima ruiva que eu juraria que se chama Júlia.

P.S.: Os ônibus no Rio de Janeiro é a tradução de inferno. Esse negócio de “o inferno são os outros”, sei não, hein… O inferno é o transporte público. Hahaha.

rayza quem? disse...

eu só vi ela poucas vezes, mas nunca esqueci do shortinho de pimentinhas, era lindo! ficava lindo nela tb q é magrinha e branca (em mim ficaria feio :().
e ela tirou uma foto bem bonitinha minha e do joão.
enfim, se vc diz q ela é fofa, eu acredito, a alé do mais, simpatizo com ruivas fot[ografas q se vestem bem e tem sardas.

Anne Nascimento disse...

eu também adoro ruivos...
principalmente aqueles do cabelo laranja, pegando fogo, que voce sente calor só de ver


ok, ok. Leia-se |Rupert Grint

prontofalei
parabéns

Samuel Bryan disse...

ei, no dia do meu aniversario eu vou ganhar um igual?
ah, duvido!
(bancando o carente)
uhauahauhauha
feliz aniversario pra ela
^^
ps: da proxima vez q eu t encontrar no Café do Teatro, q seja com uma expressão mais... animadora!
hahaha
beijos querida