quarta-feira, 19 de março de 2008

We Lost The Albatross


So far, we're so far from home. We lost the albatross. It made me think of you. Yeah, I need something new. And now the stars are up and so I wish you were with me. Light me up like a handheld. Something. Anything, really. Because all my pictures have oxidized, and fountain of youth, you've failed me for the last time.


Acho essa música linda, não consigo parar de ouvir. Me derreto toda vez que o vocalista fala "So far, we're so far from home". A banda é ótima, adorei. Estou esperando ansiosa o CD que alguém (cof, cof, Rayza) prometeu que iria gravar para mim.

4 comentários:

Caiocito disse...

A letra dessa música é realmente linda.

Quanto ao movie the Dreamers, me espantei com esse banner aqui. O filme é um ode ao cinema. Eu adoro aquele filme. Aquela garora é Eva Green sim, a Isabelle de os sonhadores.

Depois leio mais seu blog e comento.

Besos.

Suellen Verçosa disse...

Entendendo um inglês "basicão",decifrei algumas palavras, e cponfesso, me senti interessada em ouvir!

Porque sei que se vc escuta, num pode ser ruim, gosta de Cat Power e Porcas...rsrsr

bjusssssssss

rayza quem? disse...

não vem que não tem, se não fosse por mim tu ia morrer ouvindo... (lembrando o q vc ouvia qndo eu voltei pra rio branco no segundo ano)

ouvindo....
(suspense)

EVANESCENCE!!!!


ha ha ha


mas vou gravar o cd e te enviar na segunda, boba
;*









(ainda prefiro good shoes u.u)

raquel disse...

Eu também tenho um super problema em comentar, especificamente, no seu blog. Por causa do captchas, que eu não consigo entender nunca! Me sinto um bot. Haha!

Eu adoro gente ruiva de verdadinha. E gente ruiva de mentirinha depende, muito. Muuuuuiiiiiito!

No meu caso, viroses me deixam abatida e irritada. Porque viroses me irritam.

Eu sou a própria confusão, baby. Uma contradição mesmo. Eu poderia falar muito sobre verdades e mentiras. Já parou pra pensar nos limites da verdade e da mentira? Pensa nisso. Até cansar. Sério. Já disse pra um desconhecido que meu nome era Lurdes, que namorava sério e amava muito o cara. Se eu acreditasse em tudo naquilo que eu disse, mesmo não sendo a “verdade”, aquilo constituiria uma mentira? Não sei se você me entende e eu nem sei o motivo pelo qual eu estou te explicando, ou tentando fazer com você você tente me entender. Gosto de mentir pra desconhecidos. Somente pessoalmente. Via internet perde a graça, porque todo mundo faz isso. Todo mundo mente, se é que o conceito da mentira é concreto. Mas eu gosto de ser diferente, então eu falo a mais pura verdade. E eu somente falo das coisas que eu acredito. Você não precisa pensar nas vezes que eventualmente menti ou que disse a verdade. Porque… porque eu sou tipo a rainha da verdade. Só falo daquilo que acredito. Se eu não acredito eu não falo. Sei lá. Quer saber? Esquece. Esquece tudo. Esquece tudo o que eu disse.

Simples assim.

Beijo!

P.S.: A letra da música é muito bonita.