segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Para Ana Helena





Que tem nos cabelos curtos
Todos os pensamentos do mundo
Com seus óculos amarelos
Via tudo como num filme antigo
Sonhando sempre com os pés no chão
Temia voar
E não conseguir mais voltar


Para a menina que deseja
todos os abraços do mundo
E não percebe que só precisa pedir
Pra eu dá-los com prazer

A menina que tem o coração no estômago
Que dói sempre que é magoado
Alfinetado

Para a menina
De diálogos internos
De grande importância


Para a menina criança
Que demora pra perceber o quanto é grande
É não vê o quanto é admirada

.

(não gostei muito deste poema, acho que nem de longe ele merece sua dona, que é muito mais do que foi retratado nessas medíocre linhas... mas espero que ela goste da singela homenagem)

5 comentários:

ana helena disse...

ooo meu deus!!!!!!
que lindo,mesmo,mesmo!
no relogio 9:28,vou jájá pra aula de direção,muito mais feliz!
obrigada,mesmo!!!!
=****

Janu Schwab disse...

êitanois! =}

A Família disse...

www.embrulhapraviagem.blogspot.com
eu tb gostei ^^
achei mto digna
=D

Nicole disse...

pq vc nao gostou?!
queria eu ter esse dom.

Aninha disse...

Muito, muito muito lindoooo esse poema bjs....doreiii