terça-feira, 1 de janeiro de 2008

No meio da noite, no chão do meu quarto...


Aqui estou em meio a vários papeis, xérox, livros, recortes de propagandas, anotações, canetas, folhas, pastas... Tudo espalhado pelo chão do meu quarto, meu lugar preferido pra estudar. Uma garota estudiosa. Meia-noite fazendo meus exercícios atrasados, com uma facilidade que ate parece que estive em todas as aulas, participando, observando, quando na verdade estive sempre com um ouvido na aula e outro no mundo. Isso quando não estava no próprio mundo, no corredor jogando truco, tendo conversas, profundas ou engraçadas, com seus colegas, lanchando, lendo...

Eu não fui a melhor aluna. Nunca fui e acho que nunca vou ser. Nem pretendo. Tudo que quero é ser alguém que aproveite a vida, que se divirta, mas que também faz suas obrigações, mesmo que seja de última hora, como está sendo o caso. Algumas pessoas se arrependem de deixar tudo pra última hora, eu não. Eu estou fazendo meus exercícios, e ate que com calma. Fui fazendo de pouquinho em pouquinho durante o recesso, e apesar de não ter terminado tudo que havia prometido terminar ate o final da semana, ainda estou com um tempo bom.

E satisfeita com a maioria dos meus trabalhos. E pra mim é isso que importa. Está satisfeita com o meu trabalho. Ele pode não ganhar a maior nota da sala, e eu posso não ganhar reconhecimento, status, mas eu não me importo. Estou satisfeita com o trabalho, do meu ângulo ele parece bom. Principalmente pra um que foi feito em pouco menos que uma hora.

Talvez se eu tivesse feito antes e com mais tempo tivesse ficado melhor. Talvez eu não esteja usando toda a minha capacidade. Mas quer saber, eu não me importo! As lembranças destes últimos meses, todas as conversas, os risos, as piadas, os jogos, as conversas serias e as nem tão serias assim. Valeu a pena dar aquela volta pelo corredor. Ah, como valeu!

E valeu a pena usar o recesso pra estudar, porque eu descobri que realmente gosto do assunto. Eu realmente acho as teorias interessantes, e interpretar as propagandas foi como decifrar um quebra-cabeça, só que mais divertido. Descobri que eu realmente acho divertido esse negocio de estudar, e isso é uma novidade pra mim. Eu nunca tinha gostado de estudar no colegial, mas os assuntos da faculdade são tão interessantes. Desde a crise na imprensa ate o behaviorismo, tudo parece tão divertido de aprender. Eu nunca pensei que fosse gostar tanto de estudar. Isso tudo é uma novidade pra mim.

4 comentários:

GiselleXL disse...

maninha, uns dois dias q eu passo sem entrar aqui e já tem um monte de post! Isso é que é um blog! Isso é q é uma blogueira!!

ahuahuahua

Veri veri, querida, também tô nessa de que o importante é se divertir ó...

eu nao sei jogar truco.. não sou fã do jogo... mas deve ser bom demais matar aula pra jogar...

ahahuauauaahuha
(meu deus, eu acho q vou colocar esse comentário anônimo... ahuahuaua)

mas eh verdade, as coisas que a gente aprende nos corredores da ufaclândia, às vezes, são até mais importantes e interessantes do que as q a gnt aprende enfurnada naquelas salas cheias de mosquitos!

=PPP

bjo bjo

Magda disse...

Miga, estou perplexa com sua afirmação. Isso credita a teoria de que a UFAC tem alguma coisa além de cabeças pensantes - ou não - e professores preguiçosos. Estou com saudade! E que 2008 seja de muito estudo pra ti - e pra mim- O_o

Anne Nascimento disse...

Veri
se depender do seu talento, que eu sei que existe, você terá o melhor trabalho jamais visto.
Você tem a quem puxar...

:D
e eu tenho a certeza que terei uma amiga que será/é uma ótima jornalista!

Anne Nascimento disse...

PS:
"melhor trabalho jamais visto" tá certo??
acho que me empolguei
whatever =x

será um trabalho ótimo