segunda-feira, 18 de junho de 2012

entre partidas e despedidas

Partir é cada vez mais difícil. A cidade, sem você, me parece um deserto. Vazia. Ir embora é sempre pior. Doí. Fisicamente. Cada vez mais eu preciso de você na minha vida. Comendo pipoca. Me abraçando no escuro. Me pedindo pra ficar, mesmo sabendo que preciso ir. Eu gostaria de poder ficar. Deixo meu amor com você, cuida dele ate o nosso próximo reencontro.

2 comentários:

Dinha'' disse...

Bem, eu tenho temido mudar, Porque eu construí minha vida ao seu redor, Mas o tempo traz coragem; crianças envelhecem, Estou envelhecendo também.(sinopse do meu blog) Acessa o meu blog?

http://criancasenvelhecem.blogspot.com.br/ Espero a sua visita, se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz. Desde já obrigada, tenha uma ótima semana. Atenciosamente Dinha'.

Dinha'' disse...

Bem, eu tenho temido mudar, Porque eu construí minha vida ao seu redor, Mas o tempo traz coragem; crianças envelhecem, Estou envelhecendo também.(sinopse do meu blog) Acessa o meu blog?

http://criancasenvelhecem.blogspot.com.br/ Espero a sua visita, se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz. Desde já obrigada, tenha uma ótima semana. Atenciosamente Dinha'.