sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Fuga


Estou me sentindo tão blue. Mentira, estou red, como a personagem da Audrey Hepburn naquele filme Bonequinha de Luxo. Uma vontade de fugir, para um lugar distante. Para uma cidade catedral onde eu me sinta bonita. Um lugar que cheire flores de jasmim. Para o alto (e avante). Para lugar nenhum. Onde não existam esses problemas sem importância do dia-a-dia, mas que nos consomem a cada respiração. Um lugar onde os sonhos tenham cheiro de cigarro de cereja e as verdades, aquelas que realmente importam, sejam contadas como mentiras. Em sussurros gostosos no pé do ouvido. Um lugar onde o homem não seja homem, sem antes ser mulher. E que a mulher não precise ser tão mulher todos os dias. Onde as mentiras são contadas apenas em quartos de hotéis e os beijos tenham gosto de cigarro sem filtro. Os abraços sejam apertados e gostosos – abraços de joão-de-abraço-gostoso – e os hífens e crases ainda existam. Onde as maquiagens da alma não sejam tão comuns quanto as maquiagens dos rostos. Onde não exista maquiagem nenhuma, a não ser as de mundos encantados, fadas e duendes que ainda existem na imaginação das crianças. Um lugar onde criança possa ser criança, e adulto tenha que ser menino ou menina, ou talvez os dois em um só. Onde os batons sejam vermelhos e o sangue pingue como em conta-gota. Os perfumes doces, mas sem serem enjoativo. Onde só toque aquelas musicas bonitas, que me levem para uma rua onde nunca estive com alguém que nunca amei, mas que todo dia sinto saudade. Que me faça pensar na vida. Aquela que nunca vivi. Onde todo dia seja cinco da tarde, do horário antigo, porque é ele o único que vale. Onde nenhum olho seja verde, porque eles não me transmitem confiança. Em que todas as noites sejam contadas duas mentirinhas, bem antes de dormir. E onde todos sejam como putas, livres do corpo e da alma imunda.

10 comentários:

Kaline Rossi disse...

Lindo, Veriana!
"Um lugar onde o homem não seja homem, sem antes ser mulher. E que a mulher não precise ser tão mulher todos os dias"
muito bom o text.lindo lindo lindo!

Laura Felício disse...

;~

Eu disse...

já eu sinceramente só quero voltar pra casa. quando chegar provavelmente essa opinião irá mudar, mas uma cisa de cada vez.

rayza. disse...

A-I-Q-U-E-C-U-D-E-T-É-D-I-O.

Thalyta França disse...

''Em que todas as noites sejam contadas duas mentirinhas, bem antes de dormir. E onde todos sejam como putas, livres do corpo e da alma imunda ''

-vc é a mais foda, eu já te disse né.

Acadêmicos de Jornalismo da UFAC. Turma 2007 disse...

Quê que tu usa eim?!
Cacete, lembro do meu primeiro post do twitter...eu ainda quero ó!

rayza. disse...

to chegando, cuzona
:]

Aline disse...

quero ir tbm.
por que ele é bonito.

Camila :) disse...

nhaa que lindo texto :)

Magda Tomaz disse...

Sua bandida, me emocionei!
"Onde só toque aquelas musicas bonitas, que me levem para uma rua onde nunca estive com alguém que nunca amei, mas que todo dia sinto saudade."
Perfeito! o que todo mundo pensa, mas não tem coragem de falar. Sou tua fã. ah, e quando vocÊ achar esse lugar, tu me leva lá? - Prometo levar sanduíches, sucos de frutas e os docinhos do canal. Amo tu.