domingo, 16 de novembro de 2008

Querido, deixa eu te dar um conselho. Não se meta comigo, acredite, não vai dar certo. Eu realmente ainda não sei o que você viu aqui para se encantar tanto, mas acredite, eu só trago problemas. Na verdade eu sou o problema, um grande, daqueles imprevisíveis (ou previsível demais). Saia, fuja enquanto pode, vá embora porque aqui só tem estrago (e eu gosto disso). Não sei como ser mais direta ou sincera do que isso, mas a verdade é que eu não estou pronta, e nem quero estar. Quero viver minha vida sem expectativas, e você só vê isso na sua. Isso me cansa. Eu sou uma eterna música da Câmera Obscura, e sinceramente não me importa se você gosta disso ou não. Não me analise, não tente encontrar respostas. Aqui não existe isso. Eu sou perguntas eternamente. Sempre, sempre querido. Sou uma coisa louca, sabe? Sou do tipo de pessoa que não se importar com palavras de carinho, mas fica muito feliz quando percebe um gesto doce. Aqueles escondidos são sempre os melhores. Meu pudim ainda não apareceu, e eu não estou desesperada para procurá-lo. Eu tenho o meu tempo, para tudo. Das minhas paixões não vivi nenhuma. E hoje em dia, não me importo com isso. Porque eu senti todas. Faço o que acho certo, e mesmo com todas as merdas e decepções, não me arrependo. De nada, nadinha. Nem um pouquinho. Tudo teve um motivo. Nada foi em vão. E os estragos? Ah, eu adoro eles mesmo. Então querido, vá embora. Acredite, você não está pronto para isso. Só vai se machucar com alguém como eu (você sabe que estou falando a verdade, você já começou a sentir as dores). E eu não estou nem um pouco disposta a mudar.

2 comentários:

Arlan disse...

Não se preocupe, pois o encanto há muito anunciou seu fim. Murchou em pedúnculo, sépalas, estigma e pétalas que, embora vermelhas e aromáticas, não deixaram marcas ou cheiro.

Eu disse...

eita
adoro quebra-pau poético de camarim.

E eu não estou nem um pouco disposta a mudar.

- Eu não sirvo para essa coisa chamada "se relacionar com outros seres humanos"

você tá mimitando oks

mas eu deixo.