terça-feira, 17 de junho de 2008

(Sou Alice)

Admiro a lua em silêncio. Penso, repenso e não entendo. As mudanças são rápidas e eu ainda estou tentando acompanhar o ritmo. Será que consigo? Minha cabeça dói, não sei se são os pensamentos (mais que) recorrentes, ou se apenas a gripe que já me ataca o corpo (e a mente). Os comentários me pegam em cheio, e eu sorrio com a minha máscara de falsa felicidade.
-Nada me atinge. Nada me abate

3 comentários:

Suellen Verçosa disse...

Oh menina do vestido de bolinhas, pra onde foi sua alegria?

Volte a misturar as cores,
dance, dance e dance...

Nem posso pensar que uma chuva pode
desbotar as cores do seu vestido, nem
as frenéticas batidas desse teu
tum-tum-tum de vida total!


besus

Magda disse...

Migaaaaaaaa, você é a única pessoa que nunca me deixa. EU TE AMUUUUU.

*Últimamente tenho percebido o seu "caso" com a Lua,amiga é assim mesmo "pessoas normais fazem isso.." rsrsr te amuuuuuu

rayza quem? disse...

c-r-i-s-e.

(arte conceitual)